30 agosto 2007

Velhinha.

Com o avançar da idade, deixei de:

Tentar andar direita sem tropeçar.
Tentar ter um discurso coerente durante um dia inteiro.
Ler um livro sem sublinhar ou dobrar as páginas.
Rir sem abrir a bocarra e de pôr a mão à frente ( Sorry, mãe!).
Tentar falar sem mexer as mãos.
Preocupar-me com o sexo masculino e com a busca do homem perfeito.
Ter a casa sempre imaculada.
Esperar pelo dia onde me descreverei como alta, linda, loira e magra.
Comer algo que goste muito sem dizer: "Muuiiitoooo boooommm!".
Ter paciência para "pane***rices", fãs do Sublime e pessoas problemáticas.
Preocupar-me com o que os outros pensam.
Tentar parecer a idade que tenho ( Viva os 18, acabadinhos de fazer, viva a Bershka e os saltos rasos!).
Ter receio de dar a minha opinião.

1 comentário:

jonas disse...

é bem verdade,quem te viu e quem te vê,com a idade só melhoras. como dizes que venham os trinta!