19 abril 2007

Crónica do Hospital | António Lobo Antunes.


Mais uma vez não consegui resistir ... li a crónica de Lobo Antunes na Visão e fiquei mais uma vez rendida...
A subtileza, a clareza e a simplicidade da sua escrita desarmam-me, prendem-me àquela folha, que leio inicialmente ansiosa e sofrega e releio mais que uma vez para me assegurar que não perdi pitada! É de uma honestidade e humanidade como nunca li.

" ... Este mês deram-me um prémio literário.Estão sempre a dar-me prémios e claro que tenho prazer nisso, não sou mentiroso nem hipócrita.Toda a gente foi muito simpática. E sem que eles sonhassem ( sonhava eu) o cancro ratando, ratando, injusto, teimoso, cego. Mói e mata. Mata. Mata. Mata. Mata. Levou-me tantas das pessoas que mais queria. E eu, já agora, quero-me? Sim. Não. Sim. Não-sim. "
in Visão 12/04


SSSSSSSSIIIIIIMMMMMM!!!!

2 comentários:

SUSHISTICK disse...

Eu acho que será aquela inteligência sensível, algo desiludida e gasta, que me cativa. Pelo menos gosto, compro e leio Lobo Antunes até ao fim!

P.S. 1º comentário neste blog. Parvo e incompreensível. Como se quer. :P

Nocas disse...

Sei o que adoras Lobo Antunes...
..."Foste tu que me ensináste a erguer sob as minha patas traseiras"...
E não tenho palavras para a crónica...tocante!!!Bjs